Saiba mais sobre os Pets Braquicefálicos

A braquicefalia em cães e gatos, ou o “focinho achatado” como é popularmente conhecido, é uma condição anatômica dos osso da face dos pets que faz com que o focinho se apresente de maneira achatada, e isto acabou se tornando o charme de várias raças.

O que muitos não sabem é que eles podem sofrer com várias doenças decorrentes da braquicefalia, entre as mais comuns, estão os problemas respiratórios. Além disto, os pets braquicefálicos, também podem apresentar alterações na formação dos olhos, que ficam com uma aparência esbugalhada, e na estrutura do maxilar, causando dificuldade em comer e facilitando o aparecimento de problemas dentários.

Entre os cães este conjunto de alterações anatômicas dos animais com o rosto achatado causam uma variedade de problemas respiratórios ocasionando a síndrome braquicefálica. As principais raças acometidas pela Síndrome do cão braquicefálico são os Boston terrier, Boxer, Buldogue inglês, Buldogue francês, Pequinês e Pug.

As alterações observadas na doença causam dificuldade respiratória e comprometem a qualidade de vida dos cães, as alterações mais observadas nos animais com a síndrome são:

  •   Palato mole alongado que dificulta a respiração por bloquear a laringe e causa o famoso ronco desses animais.
  • Anormalidades na faringe, laringe e traqueia que causam dificuldade respiratória e obstrução de vias aéreas.
  • Narinas estreitas que causam dificuldade respiratória devido ao pequeno orifício nasal que dificulta a entrada de ar.

Devido a dificuldade respiratória, os cães braquicefálicos costumam ter deficiência de oxigenação, cansaço fácil, intolerância ao exercício, hipertermia e até desmaios. Em muitos casos a doença está associada a obesidade pela dificuldade do cão em realizar exercícios e brincadeiras.

O tratamento da síndrome do braquicefálico é cirúrgico e consiste em corrigir algumas das alterações anatômicas do paciente como alargar as narinas e encurtar o palato mole, isso faz com que o cão tenha melhor oxigenação e fique mais ativo além de reduzir a ronqueira. 

Seu cão apresenta os sinais da síndrome do cão braquicefálico?? Procure a Vetprime e tire suas dúvidas com um de nossos Médicos Veterinários.

Deixe um comentário